sábado, 1 de setembro de 2012

Debate entre candidatos a vereador pela proteção animal em Curitiba



Foi dia 04 de agosto, ali no Anfiteatro das Ciências Agrárias da UFPr, e não foi um debate, mas uma apresentação de candidatos que teriam entre seus projetos ações voltadas a defesa dos direitos dos animais. Mas vieram outros também...E  antes que alguém pergunte o que eu estava fazendo lá na frente ao lado da moderadora... me pediram para ficar ali. E já que ali estava anotei tudo o que diziam os candidatos! Para quem não foi, um breve relato. Lá compareceram os candidatos (omiti o partido, mas quem quiser saber mais digita no Google...):
1) Luiz Roberto Gutierrez: comentou que fez um projeto de um posto de Saúde para animais. Mas, não mostrou o projeto... ? Já vi muitas pessoas falando disto ou de coisa parecida, como o José Franzon de Tatuí...
2)Jair Cesar: lembrou da lei das carroças e que ele fez e que não pegou, que a mesma não foi regulamentada (porque mesmo???) e da promessa política do Hospital Publico para animais (e que agora não tem mais o nome de Hospital, seria um Centro de Atendimento... epa pera aí, aquele que a REDE disse que vai sair ano que vem é  um Centro de Atendimento a Animais em Risco...??)... este assunto ficou assim “no ar” e pra mim isto chama-se promessa política. Comentou que o Ministério da saúde tem verba própria para a proteção animal (! hem?? ) e foi embora porque tinha outros compromissos.
3) Fabiane Rosa: se apresentou como professora. Comentou que os vereadores deveriam usar mais as verbas de emendas para a proteção animal e citou as emendas que o Tico Kusma (10 mil para fazer folders para a REDE e Prof Galdino 20 mil para comprar mais microchips). Elogiou o trabalho da Rede de Proteção Animal e como proposta falou sobre a criação de Unidades de Resgate Animal, disse que sua principal plataforma é a Educação em Posse Responsável. E que os animais abandonados não são problema (ou culpa) do governo, mas sim de quem os abandona. 
4) Patricia Augusta convive com o problema dos cães abandonados na empresa em que trabalha, já resgatou vários. Disse que o mais urgente e importante é a castração e apresentou suas 9 propostas que podem ser vistas aqui http://www.patriciaaugusta.com.br
5) Ivalino Garcia se apresentou como professor de Física e Sindico de prédio. Prega a prevenção (desculpe não entendi, do quê ?) assistência psicológica (?)e vacinas anuais. Falou sobre o projeto Fazendo escola (não sei o que é) e que é a favor da chipagem de animais
6) Profa Josete fez um levantamento e disse que de 2005 a 2010 tivemos 10 leis com o tema proteção animal aprovadas (?). Foi muito franca e disse que estava lá mais para ouvir do que falar, pois seu principal ponto de luta não era a proteção animal (apesar de votar SEMPRE a favor  dos animais, eu Yanê  digo isto pois tenho acompanhado todas as votações sobre o tema) Disse que seu envolvimento com a causa se dá por meio de sua irmã e sobrinho que possuem animais resgatados e que ela mesma não tem um cachorro, apesar de gostar muito, porque mora sozinha em um apartamento e considera que o cão não seria feliz nestas condições (concordo plenamente!!!)
7) Carlos Lima não tem proposta, tem eixo (???) propõe o controle social (como assim??) e  abordou o tema pelo lado da saúde publica dizendo que animais transmitem doenças e etc e que temos que mudar a cultura de quem tem animais (??). Declarou que é contra a castração e a favor da reprodução assistida (hennnnnn??)
8) Osires Klamas  Presidente da Associação Brasileira de Odontologia Quando questionado sobre o Caso dos Beagles da UEM (cães que foram utilizados por professores de odontologia em pesquisas, onde  10 foram assassinados e 9 salvos – a propósito, uma das áreas de pesquisa que mais utiliza a vivissecção de cães é a odontologia, mais propriamente a endodontia e a maioria, senão totalidade dos animais é morta no final).  Falou que é a favor de pesquisas, porque pesquisas são importantes para os seres humanos e que é favorável a produção cientifica, mas com respeito (?) aos animais utilizados. Citou a  Bioética (traduzo para você: pode usar animais nas pesquisas contanto que o animal não sofra) e que temos que ver os “esportes que usam animais”
9) Paulo Mazza Se apresentou como veterinário de grandes e pequenos animais  e diz que parou de clinicar porque se tornou alérgico a pêlos de animais. É a favor da criação de verba de  0,08% do orçamento para animais e participação das universidades no atendimento dos animais  e “mais castramoveis”. Perguntado sobre a criação de animais nada respondeu, e defendeu o convênio com clinicas veterinárias no atendimento aos animais.
10) Miguel da Veraneio. Propõe centros médico- veterinários nos bairros de periferia por considerar que as pessoas que moram distante não tem recursos para transportar os animais. E também para limitar a invasão (?) dos animais das cidades vizinhas.
E citou a Educação em guarda responsável e a Lei de 1934. (Os animais são tutelados pelo estado e etc)
11) Goi Mello apresentou seu currículo de formação e caiu pro lado da saúde (animal  vetor de doenças etc) é a favor dos microchips e acha que pode-se com eles fazer um mapeamento dos animais da cidade. Se referiu as protetoras como “cachorreiras”. Defendeu também a castração “controlada”(??), disse que o Castramóvel é uma opção barata, com custo acessível  e onde podemos ter veterinários e um agente de saúde  e que animal solto “gera doenças”.
12) Jorge Bernardi chegou depois, foi convidado a falar e disse que no passado apresentou um projeto de cemitério para os animais, e que o projeto foi ridicularizado e engavetado por um vereador que lá estava ( e que saiu mais cedo do debate).
13) Samira Tomé também chegou depois, falou que em educação em guarda responsável (já que convive com crianças e adolescentes no escotismo) e que todos tem o dever de cobrar e fiscalizar o trabalho dos vereadores! que só votar e esquecer não adianta!
Bem por aí podemos ver que este evento foi utilizado por candidatos que nada tem a ver com a proteção animal para “fazerem campanha” já que tínhamos público.
Dos candidatos que comparecerem posso dizer que somente a Fabiane Rosa e Patrícia Augusta militam na causa...o Luiz Gutierrez tem uma pessoa na família que é protetora, e o Jair Cesar já fez alguns projetos de lei a pedido de ONGs, os outros francamente são de fora, digo não são do nosso meio. Depois de um tempo todo mundo na proteção animal se conhece ou já ouviu falar...E vamos ser mais francos ainda! Só quem esta na lida diária do resgate, da adoção, da convivência com os animais abandonados é que sabe o que precisa ser feito! Nem o acadêmicos, nem a prefeitura, muito menos os políticos sabem! Mas nós, que resgatamos das ruas, castramos mais de 8 mil animais por ano e encontramos lares para mais de 2 mil por ano é que sabemos!
E aqui quero fazer um adendo: a Profa Josete foi convidada por mim para entrar na causa! E fiz isto porque acho que ela é uma das mais, se não for a mais, competente vereadora daquela Câmara. Ela não faz discurso demagógico ela fala franca e pontualmente! E ainda lembro sua defesa na quebra do veto ao 8º artigo da Lei do Comercio de Animais (o vetto do Ducci).- que ou permaneciam os dois artigos (o 8º e o 11º) ou retiravam-se os dois! (o 11º artigo que ainda esta na lei obriga a castração de adotados!).
Outro adendo: das votações que acompanhei na Câmara de Vereadores relacionados ao tema, todas tiveram apoio da OPOSIÇÃO! Já os vereadores da base do atual governo votaram contra, mesmo aqueles que têm proposto leis relacionadas ao tema! Isto demonstra que precisamos virar o jogo! Eleger a oposição! Eu acredito que este governo se reeleito vai continuar fazendo o que já tem feito: tapar o sol com a peneira e levar o problema em fogo brando com ações que não são de maneira nenhuma efetivas: microchipagem  e cartazes...
Faltaram neste evento duas protetoras que também são candidatas: a Amine Paruk e a Kátia Ditrich. Da Amine não posso falar muito porque não a conheço pessoalmente, sei que defende a adoção, hospital pra animais etc. A Kátia (dos Animais de Rua) é protetora atuante há mais de 4 anos, já resgatou muitos cães e gatos, inclusive doentes e acidentados, e encontrou lares para muitos. É uma pessoa que realmente ama os animais e tem propostas coerentes e eficientes para a proteção animal.
Se eu pudesse dividia meu voto em 3: Votaria na Profª Josete, na Patrícia e na Kátia, mas não dá, então meu voto e da minha família é da Kátia, fui uma das primeiras pessoas saber que ela se candidataria, e a apoio desde então.
Ah por último: pasmem vocês que amam e respeitam os animais! Em Curitiba temos até um candidato que apoia e defende os criadores de cães! (como ele mesmo faz questão de dizer na sua página no Facebook). O nome dele Kleber Wolf...genteee o cara é TÃO desinformado que está confundindo a o Código de Saúde  do Município (que proíbe a criação de animais no município de Curitiba, porque Curitiba não tem área rural!!) com a Lei de Comércio de animais!! E olha que ele é advogado!
Termino esta pedindo: Por favor não jogue seu voto fora!!! Os animais desta cidade precisam dele!!

2 comentários:

  1. Obrigada! Foi muito revelador! Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Pois eu Quero a "cabeca" dessas duas traidoras da educacao e do povo.

    ResponderExcluir